quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Minicurso Ilustrado Online: Diabetes tipo II

A Nurture é uma startup fundada por alunos da graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e busca sempre inovar.

Após o sucesso da palestra presencial realizada em julho deste ano, decidimos, lançar a versão online e, o melhor, AO VIVO, para tirar todas as dúvidas!

Serão duas horas navegando pelo corpo através de ilustrações para compreender de fato o que é a diabetes, como ela atua e como a alimentação e a família podem auxiliar neste processo!

Neste curso, junto com a Nurture, vou abordar os seguintes temas:

O que significa excesso de açúcar no sangue?

Mas por que esse excesso pode causar complicações?

Como é possível evitar essas complicações?

A alimentação pode mesmo ajudar no tratamento?


Público Alvo
Diabéticos e seus familiares;
Estudantes da Saúde;
Profissionais da Saúde;
Interessados no Assunto;

Cronograma do Evento:

- 19:00 Início da Transmissão Online ao Vivo
Afinal de contas, muitas pessoas tem diabetes, mas o que é isso de fato?
Como a diabetes surge? Que raios está acontecendo dentro do meu corpo? Por que eu tenho um alto nível de açúcar no sangue e outras pessoas não?
Ok, eu já tenho diabetes! Quais são as complicações? Por que os olhos de pacientes diabéticos podem ser afetados pela doença? E quanto aos pés, o que é o famoso pé diabético? E os rins o que pode acontecer com eles?
Por fim, hora de tratá-la! Como posso mudar meus hábitos alimentares? Como esse ou aquele alimento vão influenciar? O que são fibras afinal? E carboidratos que vejo todo mundo falando?
- 20:30 Bate-papo e Dúvidas

- 21:00 Encerramento da Transmissão

Os ingressos estão disponíveis aqui: https://www.sympla.com.br/minicurso-ilustrado-online-diabetes-tipo-ii__83671

Venha conosco desvendar o Diabetes tipo II através de ilustrações!


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Leitura do rótulo de alimentos industrializados: uma boa estratégia para a sua saúde!

O hábito de olhar a lista de ingredientes dos alimentos industrializados que consumimos pode nos ajudar a levar para casa mais saúde. Veja algumas dicas de como escolher os alimentos mais saudáveis:




- Os ingredientes dos alimentos industrializados estão descritos de forma decrescente: do ingrediente presente em maior quantidade naquele alimento para os ingredientes em quantidades menores;

- EVITE a compra de alimentos que apresentam açúcar entre os 3 primeiros ingredientes;

- O açúcar pode vir “disfarçado” com outros nomes, como: maltodextrina, glicose, açúcar invertido, xarope de glicose, xarope de frutose, frutose, açúcar vegetal e extrato de malte. Evite a compra de alimentos que apresentam além do açúcar mais algum desses “açúcares disfarçados”;

- Diabéticos ATENÇÃO! Muitos alimentos que se dizem DIET, por brechas da legislação, apresentam maltodextrina na sua composição, que também é um tipo de açúcar (age da mesma forma no organismo), portanto, evite o consumo;

- Evite alimentos que tenham como ingrediente xarope de milho, pois colaboram para o acúmulo de gordura;

- Quanto menos corantes artificiais e conservantes estiverem presentes no alimento, melhor! Fique atento para nomes como: amarelo crepúsculo, glutamatomonossódico, tartazina, azorrubina, ponceau 4R, eritrosina, vermelho 40, benzoato de sódio, nitrito de potássio ou sódio, etc.;

- Também procure evitar alimentos que tenham como ingredientes aromas reconstituídos ou artificiais.


Por fim, quanto menor a lista de ingredientes, maiores são as chances do alimento ser mais saudável.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Diabetes tipo 2: como prevenir?





Olá queridos!

No último sábado, dia 14/11 foi o Dia Mundial do Diabetes e hoje vim falar um pouco com vocês de como prevenir o Diabetes tipo II.

O Diabetes é uma doença crônica e de grande prevalência mundial. Estima-se que em torno de 8% da população no mundo tenha a doença. No Brasil, a estimativa é de que no ano de 2013 havia em torno de 12 milhões de pessoas com Diabetes. A perspectiva é de que em 2035 haja em torno de 205 milhões de pessoas com a doença.

O Diabetes caracteriza-se por ser um grupo heterogêneo de distúrbios metabólicos que apresentam em comum a hiperglicemia. Essa hiperglicemia se dá por defeitos na ação e/ou na secreção de insulina. Geralmente o paciente com diabetes tipo 2, apresenta uma resistência a ação da insulina, ou seja não consegue transportar de forma eficiente a glicose que fica circulando na corrente sanguínea (proveniente da alimentação) para dentro das células.


O diabetes é uma doença até então sem cura, mas com controle.

E como prevenir??? Através de mudança no estilo de vida, com:
- controle do peso corporal;
- pratica de atividade física;
- alimentação saudável


Controle do Peso Corporal:
- Segundo a American Diabetes Association, pessoas com obesidade e/ou sobrepeso se beneficiam (diminuem o risco de desenvolver diabetes tipo 2) já com uma leve perda de peso, entre 2 e 8kg do peso atual.

Pratica de Atividade Física:
- A realização de pelo menos 150 minutos por semana de exercícios físicos já reduz a probabilidade do indivíduo desenvolver Diabetes tipo 2.

Alimentação saudável:
- A adoção de uma alimentação saudável, rica em frutas, verduras e legumes, com a preferência pelo consumo de carboidratos integrais, carnes, leites e derivados magros, com consumo de peixe (grelhado, assado, ensopado) pelo menos 2x na semana, com o mínimo de consumo de açúcar e/ou doces e o mais livre possível de alimentos industrializados, reduzida em bebidas açucaradas e frituras, de um modo geral, já previnem o surgimento do diabetes tipo 2.

Um artigo publicado no New Enlgand Journal em 2002, avaliou em mais de 3.200 pessoas o impacto da mudança no estilo de vida no desenvolvimento de Diabetes tipo 2 em pessoas com glicose de jejum elevada e observou-se que o controle do peso, a prática de atividade física e adoção de uma alimentação saudável reduziu em 58% as chances de desenvolvimento de Diabetes tipo 2 nessa população.

Um outro artigo, ensaio clínico randomizado, com mais de 3 mil pessoas, publicado no Lancet em 2009, também observou que mudanças no estilo de vida reduzem em 34% a incidência no desenvolvimento de diabetes tipo 2.

Como podemos ver, o básico segue sendo o mais eficiente tanto para alcançarmos a forma estética deseja, como para evitarmos o surgimento de doenças crônicas como o diabetes: prática de atividade física e adoção de uma alimentação saudável!

Este artigo foi útil para você? Então deixa teu comentário!

Conhece alguém que pode se beneficiar deste post? Então compartilha com ele via facebook.

E se quiser ter acesso diário a dicas de alimentação, nutrição e motivação, me segue nas redes sociais. O link para o instagram e a página no facebook estão do lado direito do blog.

Até a próxima semana!

Referências
:
1. INTERNATION DIABETES FEDERATION (IDF), 2013. Disponível em:< http://www.idf.org/diabetesatlas/update-2014>. Acesso em 05 de Outubro de 2015.

2. AMERICAN DIABETES ASSOCIATION (ADA). Standards of medical care in diabetes—2011. Diabetes Care, v. 34, Supplement 1, 2011.

3. WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Definition, Diagnosis and Classification of Diabetes Mellitus and its complications. Part 1: Diagnosis and Classification of Diabetes Mellitus. Genebra, Suíça: World Health Organization, 2003.

4. SOCIEDADE BRASEILEIRA DE DIABATES (SBD). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2013–2014.

5. American Diabetes Association (ADA). Standards of medical care in diabetes—2015. Diabetes Care, v. 38, Supplement 1, 2015.

6. Reduction in the incidence of type 2 diabetes with lifestyle intervention or metformin. N Engl J Med, v.7 2002, p. 393- 403.

7. 10-year follow-up of diabetes incidence and weight loss in the Diabetes Prevention Program Outcomes Study. Lancet, v. 374, 2009, p. 1677 – 1686.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Também tem açúcar?

Seguindo ainda as postagens sobre o açúcar presente nos alimentos, hoje quero mostrar para vocês que existe uma série de alimentos industrializados que contém açúcar na sua composição, e que nós, por não estarmos acostumados a ler a lista de ingredientes, consumimos sem saber.

Olhem só:

* Molho de tomate industrializado
Ingredientes: Tomate, cebola, sal, açúcar, amido, óleo vegetal, salsa, aipo, pimenta do reino, realçador de sabor glutamato monossódico e aromatizantes (alho e cebola).

*Ketchup
Ingredientes: Tomate, açúcar, vinagre, glicose, sal, cebola, salsa e alho.

* Maionese industrializada
Ingredientes: Água, óleo vegetal, vinagre, amido modificado, ovos pasteurizados, açúcar, sal, suco de limão, acidulante ácido lático, espessante goma xantana, conservador ácido sórbico, sequestrante EDTA, cálcio dissódico, corante páprica, aromatizante (aroma natural de mostarda) e antioxidante ácido cítrico, BHT e BHA.

*Molho shoyo
Ingredientes: Água, sal refinado, soja, milho, açúcar, corante caramelo e conservador sorbato de potássio.

*Batata –frita daquela rede de fast food do palhacinho
Sim! Por mais salgada que seja, é adicionado dextrose (um tipo de açúcar) na batata, que serve para mantê-las douradinhas após a fritura.

Estes são apenas alguns exemplos de alimentos industrializados que apresentam açúcar na sua composição. Mas existem muitos outros, portanto, fique atento a lista de ingredientes.
Lembrando que todos esses alimentos apresentam versões sem açúcar. Mais uma vez, fique atento aos rótulos.

Esse post foi importante para você? Então compartilha ele no teu Facebook, passe para um amigo e deixe seu comentário!

E se você quiser ler diariamente sobre Nutrição, me segue no instagram e curte minha página no Facebook. Os links estão aqui do lado direito do blog. Até mais!

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Açúcar: você consome sem saber?

Ciente dos impactos negativos que o excesso de açúcar pode causar na sua saúde (obesidade, diabetes, etc) você não utiliza mais açúcar de adição naquele cafezinho diário e reduziu drasticamente o consumo de doces (consome apenas uma porção daquele seu doce favorito 1x/semana). Ótimo!


Mas sabia que muitos dos alimentos industrializados que você consome tem açúcar na sua composição?


Açúcar, glicose, açúcar invertido, xarope de glicose, maltodextrina, xarope de frutose, frutose, açúcar vegetal, extrato de malte são nomes muito comuns de vermos dentre os ingredientes dos alimentos industrializados que consumimos e todos eles são algum tipo de açúcar.


Alguns alimentos industrializados estampam no seu rótulo “sem açúcar”, mas quando olhamos os ingredientes encontramos “maltodextrina”. Tecnicamente, a maltodextrina não é açúcar, mas segundos após a sua ingestão, ela age no nosso organismo como se açúcar fosse: é rapidamente absorvida e eleva a glicose no sangue da mesma maneira que o açúcar. Como tecnicamente ela não é açúcar, o fabricante pode atribuir ao seu produto que ele é “zero açúcar”, mas sabemos que para um diabético, por exemplo, ela irá causar tantos malefícios quanto se a pessoa estivesse consumindo algum alimento com açúcar.


Portanto, se você quer mesmo (e deve!) reduzir a quantidade de açúcar que ingere diariamente, fiquei atento à lista de ingredientes. Quanto menos tipos de açúcar tiver, melhor. Outra dica é que segundo a Resolução n. 259 de 20 de setembro de 2002, da ANVISA, os ingredientes devem ser listados em ordem de maior para menor quantidade, portanto, quanto mais para o fim da lista de ingredientes estiver o açúcar (ou seus tipos), melhor, pois é um alimento com pouca quantidade de açúcar.



Gostou desse post? Então deixa teu comentário aqui no blog e compartilha essa informação no teu Facebook.
Aproveita e curte minha página no Facebook e me segue no Instagram (links no lado direito do blog).



Até a próxima!


segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Açúcar: existe uma quantidade “segura” de consumo?


Este ano a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou um guideline com a recomendação diária de ingestão de açúcar em adultos e crianças.

A recomendação da OMS é que o consumo de açúcar represente menos do que 10% da ingestão calórica total, tanto em adultos quanto em crianças, sendo que o ideal seria que esse consumo ficasse abaixo de 5%. Essa quantidade reduzida de açúcar preveniria o ganho de peso em todas as faixas etárias e também o desenvolvimento de cáries em crianças.

Além do açúcar de adição (aquele que colocamos no cafezinho, por exemplo), a OMS recomenda também que se fique atento a quantidade de açúcar presente nos alimentos e bebidas industrializadas.

Mas Nutri Ana, o que seria 10% do valor calórico total? Bom, pensando em uma dieta de 2000kcal, 10% proveniente do açúcar equivale a 50g de açúcar ou 12 colheres de café de açúcar por dia.

Segundo dados da POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares) de 2008/2009, a média de consumo de açúcar do brasileiro fica em torno de 16,4% do valor calórico total diário.

Considero de extrema importância estarmos atentos a essa recomendação e principalmente, cuidar a quantidade de açúcar que ingerimos sem nós sabermos. Então, fiquem ligados aqui no blog e nas minhas redes sociais, pois na próxima semana irei falar sobre o açúcar que consumimos sem saber!

Gostou dessa postagem? Então deixa um comentário pra mim aqui no blog, compartilha esse post do teu Facebook e aproveita e curta a minha página por lá também (link do lado direito aqui do blog).

Até a próxima semana!

Referências:
http://www.who.int/nutrition/publications/guidelines/sugars_intake/en/
http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/pof/2008_2009/



segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Redes sociais: o seu Nutricionista é ético?

Aí você segue Nutricionistas nas redes sociais e gosta muito, em especial, de dois profissionais, pois considera as informações que eles postam de grande utilidade e também pelo fato de serem escritas baseadas em artigos científicos.


Com base nas informações que você lê na internet, você vem mudando a sua alimentação e obteve resultados de saúde e estéticos, mas de forma modesta. Querendo mais, você decide marcar uma consulta com um Nutricionista. E lembra que aqueles dois profissionais que você segue nas redes sociais atendem na sua cidade, que o valor da consulta é semelhante, bem como a forma de atendimento. No entanto, um deles posta semanalmente fotos de “antes e depois” dos pacientes que ele atende e o outro, não. Como você quer resultados, acaba marcando consulta com aquele Nutricionista do “antes e depois”, afinal, se ele mostra resultados e o outro Nutricionista não, é porque de fato, o tratamento nutricional dele funciona, certo?


Não necessariamente!


É muito provável que o Nutricionista que não posta fotos de “antes e depois” também tenha ótimos resultados com os seus pacientes, mas ele respeita o Código de Ética do Nutricionista, pois este tipo de postagem contaria dois artigos do código de ética, já que levam a uma prática sensacionalista e de autopromoção (Art.22, inciso I); também, para que o Nutricionista possa divulgar fotos e vídeos do resultado do seu trabalho é necessário que ele tenha autorização expressa, por escrito, do paciente (Art.22, inciso II).


Veja o que diz o Código de Ética:
Art.22. Relativamente à publicidade, é vedado ao Nutricionista:
I – utilizá-la com objetivos de sensacionalismo e de autopromoção;

II – divulgar dados, depoimentos ou informações que possam conduzir à identificação de pessoas, de marcas ou nomes de empresas, ou de nomes de instituições, salvo se houver anuência expressa e manifesta dos envolvidos ou interessados.


Minha opinião pessoal é que, mesmo com autorização, não devemos expor os nossos pacientes nas redes sociais. Agora, se o paciente quiser se expor em seus perfis e marcar o seu Nutricionista na postagem, aí é outra questão. É o paciente sentindo-se a vontade para expor a sua história e motivar aqueles que o seguem. É o livre arbítrio dele e não eu querendo ganhar mais pacientes expondo a intimidade daquele que me procurou para auxiliá-lo na busca do seu objetivo.


Portanto, antes de contratar o serviço de um profissional de saúde como um Nutricionista, fique atento não só aos resultados que ele vende, mas também a sua formação técnica e sua ética profissional.


* Achou essa postagem útil? Então deixa um comentário aqui no blog e compartilha ela no teu Facebook!

* Quer saber quando tem postagem nova aqui no blog? Então curte a minha página no Facebook e me segue no Instagram (os links estão do lado direito do blog ;o) )

* E se quiser que ler aqui sobre algum assunto de Nutrição, me deixa um recado que elaboro uma postagem.

Até mais!